Espagiria: Melissa Officinalis e a Insônia

Foto: Melito de erva cidreira. Um preparado espagírico à base de mel com as propriedades medicinais da erva cidreira (melissa officinalis). São necessárias várias semanas para o seu preparo. 

Todas as nossas preparações espagíricas são para consumo próprio e doação.

Melissa Officinalis

A melissa officinalis (erva cidreira) adapta-se ao tipo humano dócil (astrologicamente caracterizado no tipo Vênus). É o indivíduo do qual se diz geralmente “Não faz mal a uma mosca” e cujo equilíbrio pode ser minado pela falta de ligações com o próximo, e consequentemente é particularmente vulnerável nesta sociedade. De fato, onde ainda é considerado válido o vínculo afetivo? O interesse pessoal exerce geralmente um papel predominante.

Estranhamente, a melissa contém muito cobre. Ora, é justamente o cobre o elemento que (segundo os antigos alquimistas) corresponde ao planeta Vênus e por isso ao esquema que podemos definir com a palavra “ligação”.

Na vida diária não faltam as analogias; De fato, muitos processos conectivos afetam o cobre. Basta pensar nas juntas de cobre das tubulações de água e dos fios elétricos.

Quando o tipo de indivíduo acima descrito tem de lutar com as adversidades da vida, seu equilíbrio é perturbado, o que pode provocar toda sorte de distúrbios nervosos. Um dos males mais recorrentes é a insônia. O indivíduo é tão perturbado pelas circunstâncias, que arrisca perder a conexão com o próprio ritmo.

A melissa pode dar resultados em todos os casos de insônia derivados do esquema supradescrito.

Também é indicada para pessoas que alternam estados de melancolia e ansiedade.

Nos períodos de tensão (inclusive distúrbios conectivos incidentais), tome de 2 a 3 colheres (de sopa) de melito, três vezes ao dia e de 3 a 4 colheres antes de deitar-se. Caso você não disponha do melito, substitua as dosagens por uma xícara de chá bem forte de erva cidreira.

Caso o melito ou o chá não proporcionem os efeitos desejados, você poderá utilizar uma Tintura Espagírica Canônica ou uma Quintessência de Melissa, substituindo as colheres por gotas. A Quintessência, na espagiria, é um dos preparados mais sutis que se pode elaborar. Em um outro artigo falaremos destes preparados.

Se as circunstâncias permanecerem de modo a não permitir qualquer solução que elimine a oposição das partes, entre as quais deve restabelecer-se uma conexão, pode-se integrar o uso da melissa com o cobre homeopático: Cuprum D12 ou D30.

Alquimia e Espagiria
O Alquimista, antes de empreender a Grande Obra, propriamente dita, inicia o seu aprendizado operacional através da Espagiria. Com a espagiria ele aprende as principais operações. Base de todo o processo alquímico. Além de dominar o Ofício, ele toma consciência da importância dos processos vitais e como manter a saúde em constante equilíbrio, elaborando suas próprias medicinas. O que irá lhe acrescentar bastante tempo de vida saudável e ter tranquilidade para se dedicar à Sagrada Arte.

Este artigo foi baseado em um texto de Jaap Huibers.

ALQUIMIA & ESPAGIRIA

Receba GRATUITAMENTE mais conteúdos sobre ALQUIMIA & ESPAGIRIA no seu eMail!>

32 Comentários


  1. Bom dia caro irmao fraterno,muito bom esse texto, na minha infancia era muito utilisado a cha de medicina caseira e natural,realmentesou adepto dessa medicina, vou começar a tomar cha de cidreira pois realmente me identifiquei com os sintomas citados no texto muito a ver comigo. Obrigado abraços fraternos

    Responder

    1. Digno Frater já tive sim experiências com utilização de ervas medicinais, no caso o uso de guaco e alcaçuz para tosses constantes,o guaco e alcaçuz funcionam incrivelmente bem,já usei a erva cidreira ou capim limão ,no caso para dormir e sim,funcionam bem mas na verdade elas dão uma acalmada,gosto mais de usar passiflora incarnata ,um centro de mão ,para 500ml de agua ,comer 2 maçãs ,um banho quente daqueles que se lavam até a alma e meio copo de leite quente ,(ah o chá ,não precisa ser consumido os 500 ml

      Responder

  2. SIM, USO SÓ CHÁ NATURAL.
    UM DOS CHÁ QUE MAIS USO É O DE FOLHA DE ACEROLA- BOM PARA GRIPE-,GENGIBRE EM RODELAS PARA GARGANTA, E OUTROS CHÁS.

    GOSTEI MUITO DA DICA DA ERVA CIDREIRA.

    Responder

  3. Seria interessante a receita de como fazer o melito , bem como dar créditos ao autor das idéias expostas acima a respeito da Melissa, o holandês Jaap Hubers, cujo trabalho vale a pena conhecer. Vale também conhecer a história da Água de Melissa dos conventos alemães, Irmãs Carmelitas e outras. É uma erva muito útil nos dias de hoje, não só para o tipo descrito por Jaap, em associação com outras Labiatas que reforcem o “Eu”. Tem forte afinidade com as abelhas, o que torna seus preparados com mel bastante oportunos, pode -se inclusive convocar as pequenas alquimistas voadoras a participar e realizar um preparado de Melissa dentro dos favos. Gostaria de ver um artigo sobre Tinturas Espagíricas Canônicas e Primus Ens. Abraço, grato pelo envio do artigo.

    Responder

  4. Caro irmão, o texto em enriquecer o momento de estudo que estou vivenciando.
    Obrigado.

    Responder

  5. Gostei muito deste artigo. Sou extremamente ansiosa e isto me afeta muito meu desempenho no dia a dia. Vou fazer chá de cidreira e espero conseguir amenizar tais sintomas. Obrigada por sua valiosa contribuição.

    Responder

  6. gostei muito deste artigo…sim, tenho experiência com produtos homeopáticos e, para tudo, sempre a geléia real puríssima, que regula e estabiliza o organismo.

    Responder

  7. A erva cidreira é uma planta maravilhosa, sempre tivemos em nosso jardim, excelente como chá para calmante e agora vejo através deste artigo que também é ótimo contra a insônia. Obrigado pelas informações. Agradeço aos irmãos que deixaram suas experiências, principalmente o irmão Roberto cuja nota explica as origens de trabalhos alquímicos de Jaap.

    Responder

  8. Gratidão pelo artigo.
    Como se faz o Melito?

    Eu gosto muito de me tratar e à meus filhos com remédios naturais e fiquei contente por essa Escola ensinar sobre o uso das plantas.

    Responder

  9. Obrigada pelas informações sobre a erva cidreira. O chá de saquinho, industrializado, é bom?
    Tenho dificuldade de ter a planta, que seria melhor. Favor me dar umas dicas sobre o melhor chá.
    Obrigada,

    Responder

    1. Olá Margareth! O ideal é cultivar as próprias ervas ou colhê-las em hortas de conhecidos. Como nem sempre isso é possível, tente adquiri-las em feiras. Se nem isso for possível, compre-a pela internet. Uma busca no Google vai te mostrar vários sites…

      Responder

  10. Sim, durante toda a minha vida minha familia ,mais particularmente minha mãe ,fizemos uso dos chás,e suas funções para a cura do organismo. Conheço grande parte das ervas e seus usos, devido à ela, e, ensinei o uso e propriedades as minhas duas filhas. Acho que precisaría adquirir mais ,por isso aqui estou. Abraços fraternos.

    Responder

  11. gostei muito desse artigo.porque sofro de insõnia, e com a minha gravidez não gosto de tomar remédios controlados receitados pelo médico, também sofro de depressão, então prefiro medicamentos naturais….

    Responder

  12. Excelente e esclarecedor artigo. Na minha vida sempre dei prioridade aos tratamentos naturais. Fraterno abraço

    Responder

  13. Caro irmão Kohen, são muito interessantes estas informações, em nossa casa temos o costume de usar preparados homeopáticos, e os nomes, descrições, indicações são tão próximos que fico pensando se Homeopatia surgiu da Aspagíria ou se é uma “irmã” dela! Meu esposo tem uma literatura médica do Nilo Cairo que se parece uma enciclopédia dos medicamentos homeopáticos. Ele é estudioso das plantas medicinais e da homeopatia, embora seja um homem simples tendo apenas o ensino básico. Acredito que esses assuntos vão aproximar mais as pessoas do conhecimento e da saúde!

    Responder

    1. Olá Maria Isabel! Temos observado o interesse das pessoas pelo retorno à simplicidade e ao contato com a natureza, em busca de uma maior qualidade de vida. Obrigado por participar!

      Responder

  14. olá, caríssimo!

    gostaria de saber onde iniciou e perdurou seus estudos em espagiria e alquimia.
    sou um aprendiz da arte e busco novos horizontes de aprendizado. Por hora só tenho feito minhas quintessências para estudo.
    gostei mto do site como um todo! boa iniciativa feita com zelo.
    abraços e até breve.

    Responder

    1. Caro Alex, agradecemos por prestigiar o trabalho. Iniciei o estudo por conta própria. Depois, conheci alguns senhores na empresa onde trabalho que me introduziram na parte operativa. E, posteriormente, conheci o Carlos Gallo e o Stefano.

      Responder

      1. olá irmão Kohen, gostei muito daqui, já vi que ficarei! faço melito, águas aromáticas, vinagres e nos preparamos para a quinta essência de eucalipto. sou espagirista praticante. Mas da obra só fico com o caminho vegetal, não me interesso pela obra animal e mineral. E também sou formada no caminho com o Mestre Indio e Stefano. Minha pergunta: – Onde encontramos algum soprador de vidros, ou onde adquirir mais deles? Valor, localidade? estamos procurando e faz tempo. Queremos mais vidros para obra espagírica. Gostaríamos de ter nosso próprio fornecedor e gostaríamos de outros formatos, por encomenda e pessoalmente. Aguardo resposta e abraço fraterno. Maria

        Responder

  15. Interessante seu artigo. Gostei das informações do chá de cidreira.
    Abraços

    Responder

  16. Meu interesse foi imediato, sempre gostei de produtos naturais, já utilizei in[umeras medicações alopáticas, por uma série de problemas. E hoje com o avanço da idade estou tentando melhor meu organismo sem drogas pesadas.
    Agradecida,
    Abraços fraternos

    Responder

  17. Boa noite. Como é bom adquirir conhecimento.. ignorava que o chá de erva cidreira regulariza o sono. Vou conciliar esse tratamento natural com os códigos de Grabovoi. Muito obrigada por esse artigo esclarecedor.

    Responder

  18. Bom dia querido irmão, eu amo fazer estes chás e tantos outros que nos dá saude, e a sabedoria das plantas por meio dos elementos de cada para nossa vida.
    Eu aprendi por uma composição de alho com alcool de cereais que nos traz restauração das arterias e de todo organismo que aprendi das receitas antigas dos essenios que tem feito muitissimo bem para muitas pessoas, e tambem na aromaterapia com massagens com oleos vegetais como carreador ou creme juntos, argilas com os oleos essenciais ou mesmo com os chás misturado com a argila nos locais doentes.
    Tenho sentido anecessidade de obter o aparelho ou como faze-lo por meio de condensação para os oleos essenciais mas para isso preciso ter recursos visto que não é de baixo custo.
    acredito que se possivel aprender tambem este mencionado do melito que seria de grande ajuda para muitas pessoas que se encontram com insonia inclusive minha mãe que acabou de perder meu pai na morte por doenças brocopulmonar.
    Estimo paz e vida para todos.

    Responder

  19. Boa Noite. Já conhecia algumas propriedades da Erva cidreira, agora conhecendo um pouco mais. Tenho uma pequena touceira no jardim daqui de casa e sempre faço o uso do chá e as vezes uso tb as folhas para suco o que é uma delicia. Descobri que meu cãozinho também gosta de erva cidreira e que ela lhe faz muito bem, vejo ele frequentemente mastigando as folhas e me parece ser limpeza estomacal. Depois de mastiga-las bem, percebo que ele utiliza de movimentos para expulsar as folhas do estomago e logo parece estar mais tranquilo e aliviado. Grata.

    Responder

  20. Gostaria de uma indicação alquímica para não engordar. Algo muito forte e associo com o emocional, me impele a comer principalmente coisas doces.
    Se puder ter uma resposta em meu email, ficaria gratíssima!

    Responder

  21. Ola, Bom dia. Nossa Aqui onde resido a erva cidreira e a mais utilizada! Assim como folhas de pata- de vaca é bom para diabetes! seria bom compartilhar e aprender novos meios que melhorem a nossa saúde e bem estar.

    Responder

  22. Interessante a ágina de alquimia. Sim… faço vários remédios com ervas e todos funcionam maravilhosamente. Produzo tambem um creme para manchas e rugas usando apenas matérias naturais.

    Responder

  23. Saudações Fraternas. Boa tarde! Minha infância foi inteiramente formada por plantas, meu pai sempre utilizou dos remédios caseiros feito a base de plantas e raízes de cultivo caseiro, hortaliças e hortelãs. Com isto evitei muitas drogas sintéticas quando me ocorria alguma enfermidade ou nos meus irmãos, ate hoje ele utiliza, mas de uma forma leiga. Espero aprender muito na Espagiria de uma forma a ajudar a pessoas que não tem condição de comprar medicamentos e ensinar também a ter no seu próprio quintal plantas que ajudam em varias doenças! Gostei muita da matéria, e gostaria de pedir ao senhor Daniel se possível uma matéria sobre enxaqueca crônica e algum medicamento com plantas pra ajudar minha noiva, pois ela sofre muito com dependência de medicamento pra dormir!!ficaria muito feliz se pudesse ser orientado!obrigado!!

    Forte abç.

    Att: Di Giorgio

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *