Alquimia

O Silêncio do Alquimista

Daniél Fidélis
Escrito por Daniél Fidélis em 02/02/2016
2 min de leitura
O Silêncio do Alquimista
Junte-se a mais de 25 mil pessoas

Faça parte do nosso Círculo Interno de Leitores e receba conteúdos exclusivos semanalmente (é grátis)

Ama o silêncio. Pois, ele pode ensinar coisas que a língua não pode expressar.

Daniél Fidélis

Quando este Aprendiz dera os primeiros passos na senda da Iniciação, ficava atordoado com o excesso de questionamentos dos Irmãos, também neófitos.

A cada novo evento, a lengalenga se repetia: reclamavam de tudo e de todos. Nada estava bom. Tudo tinha um defeito. Nunca os vi elogiando ou reconhecendo o esforço de alguém.

Percebi essas murmurações em todas as Sociedades em que ingressei, sem exceção. Variava apenas o teor, mas sempre eram externadas.

Todos esses murmuradores não ficavam muito tempo. E pulavam de lugar em lugar, em busca do extraordinário, de experiências insólitas que os colocariam em contato com uma hierarquia superior.

Mas, ignoravam a premissa de todo aprendizado genuinamente iniciático: guardar silêncio e esperar.

O silêncio é o elemento básico de um bom conhecimento. Quem fala muito, ouve pouco.

Só alcança a real Iniciação quem é capaz de calar. Refiro-me, não somente ao silêncio da palavra mas ao silêncio do coração, que faz equilibrar as paixões e os devaneios de nossa imaginação.

O alquimista deve se conscientizar de que a Jornada é gradualista, e o conhecimento só vem com o tempo.

Nada deve ser entregue de uma única vez. Mas, conquistado. Para o bem do próprio estudante.

Não nos apressemos, embora a curiosidade seja natural e mãe da ciência.

A disciplina do silêncio é um dos ensinamentos fundamentais de toda Escola. Quem fala muito, pensa pouco, rápido e superficialmente.

A Alquimia impõe que seus operadores sejam muito mais pensadores do que faladores.

Não se chega à verdade com muitas palavras e discussões, senão com o estudo, a reflexão e a meditação silenciosa.

Aprender a calar é aprender a pensar, e aprender a pensar é aprender a meditar.

Aldo Lavagnini

Por essa razão é que o domínio do silêncio teve, dentro da história do mundo, uma importância muito grande na Escola Pitagórica, em que a nenhum dos discípulos era permitido falar, sob nenhum pretexto, antes que houvessem transcorridos os três anos de noviciado.

No domínio do silêncio as ideias amadurecem, e se clarificam, e a Verdade aparece como a verdadeira palavra que se comunica no segredo da alma de cada ser.

Para podermos alcançar este domínio do silêncio, é necessário, também, compreender o significado do silêncio iniciático. De não revelar aquilo que nos foi confiado solenemente.

Tudo o que recebemos sob o véu da iniciação deve ser preservado no mais absoluto segredo. Apenas os ensinamentos devem se manifestar publicamente, através de nossa conduta no dia-a-dia.

Da Grande Obra pouco dizer, muito fazer, sempre calar.

Procure a Verdade dentro de você

Silenciar para que? Talvez seja a sua pergunta. E recorremos à Saint-Martin para lançar luzes sobre a questão.

Os livros são as janelas para a Verdade, mas eles não são a Porta; eles apontam as coisas para os homens, mas eles não o conduzem.

Louis-Claude de Saint-Martin

E, mais uma vez, para reforçar que o homem deve buscar a Verdade, não em outro homem, mas no silêncio, dentro de si mesmo, ele escreveu, com senso de humor:

Os livros que escrevi não têm outro objetivo senão aquele de fazer com que meus leitores abandonem todos os livros, inclusive os meus.

Louis-Claude de Saint-Martin

Daí podemos perceber, que Saint-Martin entendia que a Verdade estava no silêncio, dentro de nós, e não fora. O homem só pode descobri-la procurando-a internamente, nunca no ruído das coisas exteriores.

A única ajuda que se pode oferecer ao outro é apresentar, da maneira mais simples possível, os modos pelos quais ele pode mergulhar nas profundezas de seu próprio ser.

Essas são, de forma sucinta, as razões pelas quais os Místicos admiram e respeitam Louis-Claude de Saint-Martin. Em sua busca pela Verdade, sua exposição dela, e seu modo de vida exemplar, ele se tornou o ícone do verdadeiro Místico.

Ouça a saudação do amanhecer:

Olhe para este novo dia, porque ele é vida, a verdadeira vida da vida.

No breve curso deste dia estão todas as possibilidades e raridades de sua existência: a alegria do crescimento, a glória da ação, o esplendor da beleza, silenciosa e poderosamente.

Porque o ontem já é um sonho e o amanhã, apenas uma visão.

Mas o dia de hoje, se bem vivido, tornará cada ontem um sonho de felicidade e cada amanhã uma visão de esperança.

Cuide bem, portanto, do dia de hoje.

Pois esta é a saudação do amanhecer.

Oração, Meditação e o Alquimista

Engana-se quem acha que o silêncio é uma ausência de atividade. Oração, meditação e contemplação são as ferramentas mestras do Caminho Interior.

E elas desempenham um papel muito importante na vida do Alquimista.

Entretanto, o alquimista sabe muito bem que as orações convencionais, proferindo muitas palavras, sem sequer perceber o que elas significam, sem espírito, são inúteis.

É essencial lembrar que a oração sem ação, isto é, muitas palavras, mas sem “viver a vida” é inútil e morta.

Para o alquimista, espiritualidade significa, acima de tudo: atividade intensa e abnegada em favor de seus semelhantes e do mundo em geral.

O alquimista não deve ser um pensador a buscar os mistérios e segredos do mundo interior, para obter a mera satisfação que possa advir das descobertas dos reinos pouco conhecidos pelo restante da humanidade.

Se ele tentar trabalhar e progredir por essas razões, estará fadado ao fracasso e à frustração.

Aquele que manifesta a altivez de um consumidor, ao invés da humildade de um discípulo, jamais compreenderá que o silêncio pode ser a resposta mais eloquente à alguns dos seus questionamentos.

Daniél Fidélis

O que achou do conteúdo?

Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

73 Replies to “O Silêncio do Alquimista”

Miryan Martins

Adorei esta matéria. Obrigada.

antonio

olha adorei esta materia, e vou devagasinho fazer o possivel para por em pratica, pois so assim me fortificarei, pois atraves da meditaçaõ constante se vence muitas mazela?

Samuel Toledo Piza Alves

Esta matéria realmente veio em boa hora, estava lendo e me vendo. Mesmo apesar de fazer minhas meditações, em meio tempo as turbulências eu não chegava a lugar nenhum e pelo contrário só conseguia ver mais obstáculos. A leitura desta matéria me fez reaver os princípios para uma meditação PURA e CERTA. Me fez reaver meus preceitos e conhecimentos fazendo uma auto avaliação, obrigado! Muito obrigado pela auto ajuda…

riccardo beltracchini

Ótima matéria. Afinal, temos uma boca e duas orelhas….no silêncio reencontramos o nosso verdadeiro “eu”.

Marco Aurélio de Paula

Belo texto!
Como é dificil silenciar a mente!
A última frase trata de uma grande verdade, muitas vezes complicada de entender.
Obrigado!

Luiz Antonio

Grato!!!

Osmar Nani

Obrigado por mais essa dose de Sabedoria!

Fabiano Andrade

Saudações a todos os irmãos,

Realmente o conteúdo não deixa nada a desejar em relação arte de auto conhecer-se. Que a paz do cristo no contagie. Paz profunda .
. .

Gleiton

Gratidão.

Cassia

No silêncio nos encontramos..

Gratidão.

João

O Martinismo, talvez como nenhum outro caminho, sabe a importância e o real valor do silêncio. Pois de fato, no Martinismo, a senda é um vértice voltado para dentro do ser. Assim como no Zen, trata-se muito mais de afastar o murmúrio que pouco diz, para em fim ouvir e vivenciar esse “silêncio”. E o silêncio fala…

Até mesmo a música, tão preciosa nas nossas vidas, precisa do silêncio para se manifestar. Pontuada pelo silêncio, a música toca a nossa alma e os nossos corações. Sem ele, seriam apenas milhares de notas que nada diriam de importante.

Que o Cristo interno ilumine a todos!

Ana Lúcia Wellichan

Exercitar a prática do silêncio não só durante nossos estudos alquímicos, mas estender essa prática às nossas atividades diárias.
Exercitar a empatia: ouvir e tentar nos colocar no lugar do nosso interlocutor , naquele momento ímpar …… Variar o ponto de vista sobre determinados ( pre) conceitos.
Crescer como ser humano.

Irmão Zanoni : :

SILÊNCIO…
Irmão Zanoni : :

Vera Marques Palmeiro

Texto bastante reflexivo.Muito bom!

Vera Marques Palmeiro

Gostei bastante. Ao ler o texto, percebi quão preciso é o silêncio.

laura

É sempre bom sermos lembrados da importância do silêncio, pois o vicio das palavras é grande.
Gratidão

ELISABETE

PAZ PROFUNDA!!!!!

AH! SE TODOS SOUBESSEM CULTIVAR EM SEU INTERIOR O SILENCIO!! O MUNDO SERIA TÃO DIFERENTE!! QUE O DIGAM OS MONGES E OS EREMITAS! AH!! SE TODOS SOUBESSEM!! QUE DIFERENTE SERÍAMOS……..

Bruno B.

Linda e verdadeira mensagem.

Grato.

Deise

O silêncio ensina a observar tudo, mas tudo mesmo do que está ao nosso redor!!!

Grata pelo texto!!!

Carlos Alberto Appelt

A iniciação de um candidato a vida monástica ,no Tibet , é de ,3anos 3meses e 3dias ,dentro de uma caverna fechada com uma grande pedra e que só permite a entrada de alimentos .O SILÊNCIO EXTERIOR é absoluto E O SILÊNCIO INTERIOR É O OBJETIVO A SER ALCANÇADO. Só após este período é que o discípulo pode iniciar o seu aprendizado. Pensar nisso é procurar entender o porque de tão vasto sacrifício e o que o silêncio significa na abertura de nosso universo interior. É o portal para para o infinito.ESTA É A RESPOSTA.

Nisio Mafra Lopes

A palavra é Prata mas o silêncio é Ouro! E do silêncio ao vazio iluminador é só Um passinho!
Mas como das este passinho? Transmutar o chumbo da personalidade no Ouro do Espírito é o único meio de desitegrar destruir os defeitos psicológicos que enfrasca de maneira desastrosa a psique humana! Antes de adiquirir seu ATANOR ! SUA PEDRA JUSTA!
O TRABALHO ALQUIMICO NÃO TEM COMO COMEÇAR ! NO LABORATÓRIO ALQUIMICO ESTÁ O CAUS DA MATÉRIA PRIMORDIAL E AÍ
REINA UM SILÊNCIO DE MORTE!

Diego Bela Azevedo

Bom dia! E bons dias! O silêncio em armonia com os outros sentidos nos fornecem conhecimentos infinitos, milenares e antigos , atuais e futuros. Mas se calar-mos nos de mais, não daremos a oportunidade de dividir o pouco conhecimento que temos! Mas vale seguir o ditado que diz que: o silêncio é ouro!

Angelo P. Campos

Excelente texto. Conteúdo necessário em todos os meios.

Winckler Jorge

Não seria talvez conhecimento do mundo exterior , mas sim conhecer-se como ja foi dito.. conheça-te a ti mesmo e conheceras o universo

REGINA MAFFEI

BOM DIA AMADO IRMÃO KOHEN…..

MARAVILHOSAS PALAVRAS, PARA REFLEXÃO, POIS IREMOS PASSAR NOSSO CONHECIMENTO
ATRAVÉS DA NOSSA POSTURA E ATITUDE, EM TRABALHARMOS EM NOSSA ALQUIMIA INTERIOR,
PURIFICANDO A MASSA GROCEIRA DOS NOSSOS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS.
POIS MELHORAMOS O MUNDO, MELHORANDO E NOSSA PRÓPRIA NATUREZA.

GRANDE E FRATERNAL ABRAÇO, (MIL BEIJOS AMEI TUDO ISSO)

Marcio Silveira

O momento atual de minha vida é de retomada de procedimentos em busca da essência das coisas.Muitos leitura já se foi, agora é fazer a sublimação, seguir o caminho do coração, observar muito, inclusive o que as pessoas sentem de nós.Fico feliz com a oportunidade do compartilhamento desse ensino precioso e espero contar com todos que, como eu, quer eliminar o marasmo na vida, tranformar e evoluir para um outro estágio. Grato por tudo.

Vandir Vargas

Muito grato…o texto é muito esclarecedor.

Fábio

Deixa o silêncio para os mortos, agora mesmo vejo todos os incoerentes que em silêncio não se mantiveram, antes a cilada da emoção jaz em notoriedade de cada revelação. Outrossim, ninguém deseja em anonimato, viver prazerosamente, substanciado na matéria fria ou quente!, transformando personificações físicas e espirituais, sem considerar a fé, o amor e a esperança. A riqueza, o conhecimento, a caridade e outras coisas semelhantes a estas, não podem apagar o amor de Deus, demonstrada em seu filho, Jesus Cristo. O anuncio da verdade não se apagou com o silencio da frieza materialista com a produção das riquezas, que por hora nos alude a fantasia, a ignorância e a tirania. Por essas, exorto o conhecimento da verdade participativa e compartilhada do Senhor Jesus Cristo, o verbo vivo, criador do céus e terra, dono de todas as almas, que tem o poder. Não poderia ficar calado, e ver que por mais que a alquimia possa ser útil, a pedra filosofal que dá a vida eterna, só vem do poder do filho de Deus, Jesus Cristo, que morreu ressuscitou e hoje vive, a destra do Deus Pai. E todo aquele que confessar que Jesus Cristo como único senhor e salvador será salvo. Da mesma maneira, aquele que não nascer da água e do espírito, não pode entrar no reino do céu. Por isso, não esperem a vida eterna só nesta vida, porque esta escrito “Deus é Santo”, por isso jamais o veremos. Porque o pecado faz separação entre Deus e os homens. Por um homem entrou o pecado, e com isso a morte; mas como Deus enviou Jesus, com ele veio a vida eterna, porque foi obediente até a morte, mas Deus o ressuscitou e vive para sempre!. Por isso disse, necessário é nascer de novo da água e do espirito, da fé e do amor demostrado em Jesus. É sabido que, para os homens a vida eterna fora disso é impossível, mas para Deus tudo é possível. A sabedoria dos maiores cientistas não é nada para aquele que criou todas as coisas. A transformação e criação de qualquer elementos alquímico não mudará, por essas razões, que todas as coisas vem a deixar de perecer. Para quem discorrer sobre essas coisas não poderão discordar do inevitável tempo que gira sobre o universo.

Antônio Augusto Martins Da Costa

Querido Irmão Daniel Fidélis. Mais um artigo de muita lucidez. Quando penso como iniciado nas agruras do dia a dia a que somos confrontados e no enorme sacrifício para se manter ativo e reativo em relação ao mundo que nos cerca, a questão do silêncio perpassa toda a nossa experiência pessoal e vai de encontro ao coletivo exigindo-nos uma capacitação extra que poucos sabidamente conseguem encontrar. Mesmo assim, felizes daqueles que conseguem suplantar todo o cenário atual e se manter estável ouvindo suas vozes internas no sentido da iluminação alquímica e espiritual.
Abraço fraterno. Frater Hermes.

Ademar Nascimento Teixeira

São conhecimentos que nos eleva a uma consciência espiritualno entanto ainda não sou um estudante mas pretendo iniciar assim que for possível é muito interessante

Paulo Rocha

O Apóstolo Paulo ensinou que a fé vem pelo ouvir, saber ouvir a palavra que é luz. Muitos sons causam confusão mental e, por certo, confusão espiritual, por isso faz-se necessário o silêncio para pensar, refletir, se isolar, ter paz, etc.
Gostei do seu texto e das mensagens contidas nele. É uma verdadeira peça de arquitetura.
Gostei também de ler os comentários das pessoas que quiseram contribui com um pouco da verdade que há em si.
Um forte e fraternal abraço.

Aparecida

Bom dia
Amei de todo coração este estudo sobre fazer o silencio para aprender, vou exercitar este ensino, pois se faz necessário praticar.
Grata
Aparecida

Gustavo dos Reis Stangari

Prezados, discordo em parte.
Há momentos de calar e momentos de falar.
Quando se está no papel de professor a palavra desperta a ressonância na alma de quem a ouve.
Quando se está no papel de ouvinte, deve-se calar para que a palavra tenha a possibilidade de iniciar a ressonância em algo interior que precisa ser despertado.
Estou falando de som, de conceito (conteúdo do som) e de papéis das pessoas.
O difícil em cada momento é sabermos qual a hora de falar e qual a hora de calar.
Não há regra. Isso deve ser percebido por cada pessoa a cada instante.
Todos somos professores e alunos. Trocando papéis sempre.
É um círculo virtuoso: despertamos, aprendemos e ensinamos.
Só se aprende fazendo. Boas experiências a todos!
Abss. Stangari.

German

O Alquimista. Phala para poucos, e ainda assim … pouco.

Mahu

Sábio.

Lacaille ::

Agradeço por estas palavras.
É algo que sempre devemos relembrar, pois o silêncio também nos traz muitas respostas.
Fraterno abraço.

German

É melhor ler dez palavras e pensar uma hora, do que ler uma hora e não pensar em dez palavras.

bernardo shor

Boa Noite
Adorei! Gostei de tudo que foi dito nesse artigo.
Poderia me mandar tudo que foi escrito para eu guardar?
Isso é o tipo de coisa que temos que reler em muitas epocas.

German

12+1
Do Jardim do Éden à Era de Aquarius
A Alquimia é silenciosa assim como a Culinária. Não nos enganemos, os segredos quase nunca são revelados e a origem da primeira é o desenvolvimento da segunda. Todos os processos que utilizam o fogo, e outros mais, foram apreendidos na preparação dos alimentos e posteriormente utilizados na Alquimia. O objetivo, com pequenas distorções, é o mesmo: a Saúde Integral do Ser. O livro citado (Brodsky, Greg – Ground/1977) é uma “Bíblia” para o desenvolvimento dos seres nos Cinco Níveis de Consciência – U – O – A – E – I – ou para as transmutações entre eles. O alimento é a base para a evolução, e sua preparação é Alquimia Pura. Segundo o autor a nova era teve seu início no começo do ano de 2011, mas sua concretização aguarda uma transição evolutiva, uma limpeza cármica. Além do Jejum (importante método evolutivo) o autor discorre sobre as combinações e a natureza curativa dos alimentos. Tudo relacionado a atividades físicas e espirituais em um Verdadeiro Manual Alquímico para a Nova Era.

Maria Angela

Todos os seus conteúdos são ricos!! Nem sei como agradecer! Ansiosa por chegar meu momento de entrar para a Hirmandade Hermética. Muito Obrigada.

bernardo

Boa tarde!
tem esse texto em PDF?
Gostaria de guarda-lo para ler de tempos em tempos.

Daniél Fidélis

Ainda não. Mas, quando estiver disponível, notificaremos por email.

Rubens Alpha Junior

Estas Palavras no Silêncio nos evocam a pensar e nos faz perceber o quanto devemos aprender.

Lívia Maria de Maria

Gostei imensamente! Sou muito grata!

Luciane Batista Laroque

Muito Bom!! Gratidão!

Camila

Olá, Daniél! Agradeço a matéria , pois me vi nela. Faço parte de uma ordem iniciática e , por pura ansiedade de aprender mais , acabei por intelectualizar o que deveria ser praticado e sentido interiormente , por conseguinte acabei me afastando do caminho e me perdendo no meio do “material consumido”.

Esse texto me fez refletir bastante! Obrigada ! 🙂

Daniél Fidélis

Que bom, Camila, você ter se conscientizado. Sucesso na Jornada.

Adauto

Verdade, ando muito ansioso querendo tudo de uma vez, mas vamos com calma, uma coisa de cada vez!

MR. CHARBEL

Muito verdadeiro e significativo este artigo. Ele é como um Norte para aqueles que buscam aportar em terras firmes da senda do conhecimento interior. Gratidão pelos ensinamentos.

Maria Celeste

Só tenho a dizer uma coisa: Maravilhoso!

Fátima

Gratidão, pela mensagem de silenciar a si pra se conectar com o mundo.

Sandra Inês Plácido

Abrindo nossa mente com o nosso próprio silêncio para o conhecimento de si mesmo. Isso é fantástico. Saber que o meu interior fala mais alto que um potente megafone. Grata por este artigo

Lilian

Excelente leitura para o estimulo da pratica do silêncio. Silenciar o coração e a mente é um treino constante por toda essa vida.

Ceres Jeanine

Me fez repensar muitos valores. Gratidão.

Margaret Y. Ehrlich

Esses conteúdos me lembram a Eubiose e a Rosa Cruz. Saudades do tempo em que nos reuníamos em torno de uma mesa, com alimentos simples e saborosos, ouvíamos atentamente o que tínhamos que saber por aquele momento, depois nos diziam, por ora isso é o suficiente, vamos assimilar o que nos foi passado….e depois fazíamos a yoga usando as notas musicais. Nossos pensamentos eram ocupados a semana toda até a próxima reunião.,l

Sheila Aparecida de Lima

Eu agradeço, de todo meu coração, por esse conteúdo, confesso que foi a resposta que pedi ao universo hoje. Gratidão.

Franco Perrone

Sim gostei muito este trabalho sobre o Silencio, porque me lembrei com saudade do meu Mestre Ary de Oliveira, quando um Aprendista ficava por 3 anos em Silencio.
Obrigado.

macbastosmg

Olha, senhor Daniél Fidélis, esse artigo sobre O Silêncio do Alquimista me foi altamente impactante. Durante aproximadamente 31 anos participei de um grupo Espiritual, onde a ênfase maior a ser adquirida era exatamente a busca pelo Silêncio Interior. Além de alí também se buscar o silêncio exterior (não um mutismo forçado), me foi aos pouco sendo revelada a importância capital do silêncio para a elevação do nosso Ser Interior. Nunca havia, até então, me interessado pelo estudo da Alquimia, pois me julgava pouco preparada para tal mister, pois minha busca sempre esteve mais voltada para a elevação da consciência no nível mais mental e filosófico desse trabalho. Mas ao me interessar pelo Círculo Interno de Leitores, começei a vislumbrar um outro conceito de aprendizado que muito me encantou. Especialmente esse estudo sobre a Oração, a Meditação e o Alquimista me falaram fundo ao Coração. Percebi que temos amplas possibilidades de aprofundamento nas questões da Meditação e da Oração o que, afinal, nos transforma em potenciais Alquimistas. Gostei muito, só não sei se terei condições de abraçar esse estudo no atual momento de minha vida. Minha idade já avançada, e a saúde um pouco fragilizada, estão a me exigir certo repouso e diminuição gradativa em minhas atividades. Posso me candidatar mais à frente, se isso for possível para agenda do trabalho desenvolvido na Alquimia Operativa. Se qualquer forma, estou muito feliz por estar aqui, e apresento-lhe minha Gratidão pelo magnífico trabalho desenvolvido pelo senhor. Em Profunda União e na Luz do Todo…

Antonio Peixoto

Gostei muito ,só reforça o meu entendimento da vida .

Augusta Ricardo

Adorei esta materia …muito nos ensina e faz-nos pensar e olhar para dentro de nós.
Obrigada por este ensinamento

Adriana Pegoraro

Magnifico. Grandes ensinamentos que preciso utilizar imediatamente na conquista do silêncio em mim.

Paulo Cesar Pegoraro

Explendido. Extremamente necessário à evolução através do mergulho profundo em nosso ser, buscando o conhecimento e os ensinamentos do silêncio. Gratidão.

Regina Martins

Daniel, estou iniciando nos estudos e são tantas informações que confundem. Mas a cada dia percebo que estou me encontrando e igualmente as respostas das minhas perguntas de uma vida.
Estou em um momento de emoções diversas, dificuldades em diversas áreas e meio que acho que deve ser por causa da escolha que fiz. E não encontrando sossego, entro automaticamente em silêncio e faço orações. Minhas meditações são em qualquer lugar, em silêncio e de um jeito particular. Sempre fiz assim, sem uma noção específica, mas por experiência.
Estou no caminho certo? Não sei. Sei que o silêncio, escutar pode mexer demais com a gente, porque um mar revolto dentro de nós pede ação. Mas a “experiência”, as orientações meditativas pedem calma para esperar o resultado.
Que assim seja. Então todos os dias tenho pensado mais e praticado mais. E veremos o resultado.
Obrigada pelo texto, ele foi importante nesse momento.

Rosineide

Mais um dia de aprendizagem
Muito obrigada

Mercedes Rodrigues

Maravilhosa ! Precisamos nos conectar simplesmente ao silêncio e tudo virá !!!!
Gratidão!!!

Mércia

Texto inspirador… o silêncio é o ouro dos buscadores e o silêncio do coração é a meta dessa busca. Gratidão!

Rostenio Rodrigues de Oliveira

Daniel, estou percebendo que meu terceiro olho abriu, eu faço o mantra aum apertando o pomo de Adão, que é esse elevação da garganta, consegui fazer telepatia com animais, mas não consigo emprego. O que devo fazer.estou produzindo só numa parte.

Eliane

Adorei! Apesar de não estar nesse caminho, creio que todo aprendizado em busca de evolução é sempre bem vindo! Muito bom!

Karine Ferreira

Maravilhoso conteúdo cada artigo,
vou aprendendo mais de forma singular e significativa.

German

Aquilo que o humano fala o Alquimista não escuta. Ele só entende o que não foi dito, só o que foi revelado, aí então só resta o Silêncio. A árvore das palavras preenche o campo.

Lay

A primeira que leio, mas tocou meu coração. Gratidão!

Tamara de Vasconcelos Dantas

Muito bom

Marcio

Não tinha conhecimento sobre o conteúdo.
Objetivo e transparente