O significado da Primavera e uma Sugestão de Ritual de Celebração

A palavra primavera significa, etimologicamente, aurora, juventude, primeira verdade, época primeira.

No hemisfério sul, o equinócio da primavera tem início no dia 21 de Setembro (ou outra data próxima, conforme o ano). Assim como no equinócio de outono, na primavera o sol corta o equador celeste, em seu movimento anual aparente.

Nos equinócios os dois hemisférios, norte e sul, são igualmente iluminados pelo sol. A duração do dia é igual à duração da noite.

Antigamente, o ano começava com o Equinócio da Primavera (em Março, no hemisfério norte e em Setembro, no hemisfério sul). Este é o princípio natural do ano novo, pois é a época em que todas as forças da natureza renascem e em que se sucedem novas manifestações para o ciclo dos meses.

É fácil perceber as manifestações de recomeço, de renascimento na natureza nessa época. É o princípio de um novo ciclo.

Antes que o Ser Humano houvesse introduzido mudanças no calendário, os Antigos consideraram que o equinócio da primavera anunciasse o ano novo.

É época de renovar nossa conexão com as leis da natureza.

Muitas operações alquímicas são iniciadas na Primavera.

Na primavera toda a natureza vegetal e climática revela-se em beleza, colorido e leveza.

As flores “explodem” em cores, que no plano material denso representam as Virtudes Divinas, e desta forma trazem ao mundo o fruto, a semente que se expandirá em um novo ser, perpetuando assim a espécie.

Antes que este fruto se multiplique, a flor, sua mãe, murcha e morre harmoniosamente, sem dor ou gemidos e sem sofrimentos.

CELEBRAÇÕES


celebracao de Isis - Alquimia Operativa

Era neste equinócio que ocorria o Festival da colheita, honrando a Ísis.

Na Grécia acontecia o Festival de Kore e Deméter. Durante quatro dias, após o equinócio, Minerva era homenageada em Roma.

Para diversas culturas era um período sagrado e muito celebrado.

A Matronália romana homenageava Juno Lucina, um aspecto da deusa Juno que protegia as mulheres, crianças e a família.

Estátuas da deusa eram decoradas com flores e fogos especiais eram acesos nos templos. Neste período do ano, as jovens faziam oferendas a Juno Lucina pedindo por casamentos felizes e prósperos.

A estátua de Ísis amamentando seu rebento simboliza o aspecto da Grande Mãe da Deusa, a guardiã da Terra e de todas as formas de vida. Flores eram lançadas aos rios e as embarcações defumadas com incenso.

Em Canaã e outras regiões semitas, a deusa Ástarte era honrada em celebrações da Primavera. A cidade de Biblos, sagrada à Ástarte, era conhecida por suas vastas bibliotecas antes destas serem destruídas.

Os reis de Sidon só governavam com a permissão da deusa, e se auto intitulavam os Sacerdotes de Ástarte.

Para outras culturas do Oriente Médio, Ástarte era Asherat dos Mares e Ashtart, rainha do paraíso.

Atena/Minerva, a deusa armada da sabedoria, era homenageada pelo maior evento social da Grécia – a competição da Primavera de cinco dias que envolvia eventos de atletismo, de música e poesia.

Coroas de ramos de oliveira e frascos de azeite eram presenteados aos vencedores de cada evento.

No último dia, o nascimento de Atena era celebrado ao vestir a estátua da deusa com uma nova veste sagrada.

O festival de Cibele, chamado de Hilária, era um período particularmente alegre. A palavra hilário tem a mesma origem.

A deusa Cibele pode ser comparada a Deméter em vários aspectos: assim como Deméter, Cibele representava a Terra e possuía um filho/amante que ressuscitava na Primavera, Attis, que correspondia a Kore/Perséfone.

Este alegre festival celebrava o poder de Cibele em derrotar a morte.

Eostre era a deusa do Equinócio da Primavera que teve seu nome alterado pelos cristãos na origem da palavra Páscoa em inglês, Easter.

Luna, deusa romana da Lua, era honrada com a confecção de bolos da Lua, que eram trocados e comidos.

Até mesmo os chineses e europeus conheciam os bolos da Lua e alguns aspectos desta deusa.

RITUAL DE CELEBRAÇÃO


ritual de celebracao da primavera - Alquimia Operativa

Desde tempos muito antigos, o Ser Humano celebra o início da Primavera, como vimos acima.

Não existe, e nunca existiu, um modelo de celebração a ser seguido. Mas, sim, costumes, que variam de povo para povo, sociedade para sociedade.

O mais importante, durante a celebração, é a atitude de gratidão e respeito pela Mãe Natureza.

Portanto, celebrando (do seu jeito ou da forma que apresentamos abaixo), damos continuidade aos mistérios antigos.

Objetivo do Ritual

Celebrar, honrar a natureza e suas benesses.

Dar impulso e vigor à novos projetos pessoais, invocando as forças naturais e favorecendo-se do novo e propício ciclo anual.

Em resumo: Honrar e buscar abundância.

Material necessário

1. Um par de velas novas. De preferência, feitas de cera de abelha.

2. Incenso. Em vareta, em cubo ou natural. Aroma de sua preferência.

3. Um pão de centeio negro. Na falta deste, poderá ser utilizado de trigo.

4. Algumas nozes salgadas. Opcionalmente, amendoins ou avelãs.

5. Suco de uva concentrado.

Preparação (exterior e interior)

Disponha o material sobre uma mesa. Uma vela em cada lado, direita e esquerda. Cálice com o suco de uva no meio, entre as velas. Incenso e demais itens à frente, entre você e o conjunto (cálice e castiçais).

Ornamente tudo conforme o seu gosto e sua conexão com o momento a ser celebrado. Poderá dispor de arranjos ou vasos de flores.

Utilize roupas claras. Tome um banho relaxante momentos antes da celebração.

Procure descansar corpo e mente. Conecte-se com o momento e a importância desta celebração.

Cerimônia

Acenda as duas velas e diga:

Com a pureza da Luz eu ilumino este santo local e inicio outro ciclo de glória.

Em seguida, sente-se em frente ao altar. Permaneça em atitude contemplativa por alguns minutos.

Levante-se e com os braços e as mãos cruzadas sobre o peito e diga:

Neste momento, consagro-me novamente aos mais elevados princípios do Universo. Que eu possa ser um(a) dedicado(a) servidor(a) da Luz onde quer que eu me encontrar.

Depois, coma alguns pedaços do pão e algumas nozes.

Faça uma pausa e diga:

Alimentei-me do pão, que representa os elementos da vida vegetal e do ar e o sal da terra que representa os elementos minerais. Todos eles estão em harmonia no meu corpo.

Tome um pouco do suco de uva e diga:

Neste fluido encontra-se manifestada a Força Vital da natureza e o integro ao meu corpo a fim de poder assimilar o seu poder. Inicio o próximo ano com renovado vigor e devoção. Assim Seja!

Acenda o incenso.

Concentre-se no ano que está entrando, em suas possibilidades, suas oportunidades.

Visualize novos projetos que você deseja iniciar ou amadurecer neste novo ciclo. Visualize isso (seu projeto) na forma de uma semente que está sendo plantada na noite da celebração.

Visualize essa semente florescendo abundantemente e dando frutos e/ou flores.

Mantenha a visualização por cerca de 10 minutos.

Depois, levante-se e olhe para as velas. Com os braços levemente afastados do corpo, palmas das mãos para frente, diga:

Salve, ó ano novo de realizações. Venha me abençoar todos os dias, assim como eu sirvo à Luz e aos meus semelhantes!

Em seguida, apague as velas e saia do local.

Observações sobre este Ritual

Se você é membro da Irmandade Hermética da Sagrada Arte, I::H::S::A::, execute o Ritual em seu lugar sagrado, onde costuma desenvolver as práticas herméticas da nossa Irmandade.

Você pode substituir algumas palavras por outras que tenham mais significado e carga emocional. Por exemplo, a palavra Luz por Deus e/ou Deusa.

Execute este ritual entre o pôr do sol e a meia noite no primeiro dia da Primavera.

Pode ser executado em grupo. Combinando, previamente, quem conduzirá as falas e outros detalhes. O mais importante é que todos estejam em sintonia. Todos devem repetir os gestos indicados.

Não sendo possível realizar no primeiro dia, realize no dia mais próximo após a entrada na nova estação.

PDF do Ritual

Clique aqui para baixar o PDF do Ritual. Assim, poderá imprimir e utilizar durante a cerimônia.

Não deixe de compartilhar nos comentários a sua experiência na celebração.

Se ainda não faz parte do nosso Círculo Interno de leitores, cadastre-se na caixa abaixo:

Faça parte do Círculo Interno de Leitores

Cadastre-se gratuitamente para receber conteúdos especiais em seu email!

9 Comentários


  1. Oi Daniel, boa tarde!

    Não pude passar em branco depois de visualizar o ritual que você dispôs para todos nós.
    Fiquei muito tocada pela forma simples, e extremamente forte, que você conseguiu colocar neste ritual. Parabéns por esta conexão, sei que é conquistada com busca, foco e fé inabaláveis.
    Que seu coração seja cada vez mais e mais iluminado pela sua busca mental.
    AF

    Érica Neves /l\

    Responder

    1. Obrigado pelo comentário, Erica. É como Einstein dizia: “Faça as coisas o mais simples possível. Porém, não as mais simples”. Fraterno abraço!

      Responder

  2. Muito bom o artigo.
    Sobre o ritual, é uma cerimônia com um simbolismo e uma energia muito forte, simbolizando o mercúrio, enxofre e o sal, é feito em nossa amada ordem R.C.
    Parabéns Daniel, fiquei inspirado em repetir a cerimônia e com certeza irei realizá-la.
    Acredito que muitos também ficaram inspirados para este momento.

    PS: envie esse conteúdo para seu círculo de leitores, mais perto da data, como um lembrete para cerimônia, pois vivemos cheio de compromissos com a vida e nos esquecemos de algumas coisas.

    Meus parabéns, fraterno abraço.

    Responder

  3. Ola Daniel,gostei muito desse ritual da primavera,pois adoro a primavera,para mim é uma estação de energia positiva e luz em minha, as flores, a natureza a despertar,confio neste ritual e agradeço sinceramente a vc por nos transmiti-lo…grandes abraços fraternos….

    Responder

  4. Saudações Irmãos.
    Foi com grande satisfação que aguardei o momento do Ritual da Primavera e também foi com grande satisfação que o fiz. Estou muito satisfeito com a sensação de comunhão com a natureza e ainda mais satisfeito em ter tido a oportunidade a sugestão desse Ritual, que para mim foi uma ótima forma de exercer a gratidão que sinta pela natureza e o que ela nos proporciona.
    Fraterno abraço a todos.

    Responder

  5. ainda e possivel fazer esse ritaul msm nessa epoca do ano ?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *