Incenso Egípcio (como fazer)

Não existe uma única fórmula de incenso egípcio. Esta, que estou partilhando, é uma fórmula simples, cujos ingredientes você conseguirá sem dificuldades, podendo até comprar em sites.

Trata-se de um incenso devocional. Útil para nos conectar às divindades egípcias.

Você poderá dedicar ou consagrar o incenso a um deus ou deusa egípcios específicos, conforme a lista abaixo:

– aos domingos – Sol

Ísis – às segundas-feiras – Lua

Hórus – às terças-feiras – Marte

Thoth – às quartas-feiras – Mercúrio

Maat – às quintas-feiras – Júpiter

Hathor – às sextas-feiras – Vênus

Anúbis – aos sábados – Saturno (cuidado! Você deve ser impecável no procedimento abaixo)

Ingredientes e materiais


Você vai precisar dos seguintes ingredientes:

1. Olíbano – Nome científico: Boswellia carteri 

Compre na forma de resina.

2. Goma Arábica

Essa goma é uma resina obtida de duas espécies da Acácia. Para este incenso, pode ser a goma em pó ou apenas no formato de resina (em pedras).

Quando moemos a resina, ela assume a forma de um pó branco. No mercado existem as duas versões. Como, provavelmente, você ainda não sabe fazer incenso em varetas, sugiro comprar na forma de resina (em pedras).

3. Louro – Nome científico: Laurus nobilis

Utilizaremos as folhas secas e bem trituradas, por você, em um pilão. Se desejar, compre o louro já em pó. É comum em lojas de artigos naturais.

4. Sal grosso

Pode ser o sal grosso iodado que encontramos em supermercados.

Obs: se você estiver aparelhado para fazer destilações e mora próximo ao litoral, poderá destilar a água do mar (que não esteja poluído) e secar ao sol o excremento da operação (o sal).

5. Junípero

Utilize folhas secas de qualquer espécie de junípero. Caso não encontre as folhas secas (alguns sites vendem), providencie o zimbro (as bagas do junípero, que são mais fáceis de encontrar).

6. Mirra – Nome científico: Commiphora myrrha

Atenção: não é a mirra de jardim (Tetradenia riparia). Utilizaremos a resina da Commiphora myrrha, facilmente encontrada na internet na forma de resina.

7. Cânfora branca (canforeira) – Cinnanomum camphora

Não confunda com a cânfora comum. Verifique junto ao vendedor o nome científico. Deve ser a Cinnanomum Camphora.

É provável que você só encontre a cânfora branca em forma de óleo essencial. Por isso, deverá ser o último ingrediente a ser adicionado à nossa mistura.

Além dos ingredientes acima, você precisará de:

  • Colheres dosadoras (utilizadas em cozinha);
  • Um pilão para triturar o material;
  • Pastilhas de carvão para a queima do incenso;
  • Um incensário para carvão (de metal, pedra ou cerâmica) ou Turíbulo;
  • Duas tigelas para fazer a mistura.

Proporção

Não importa a quantidade, utilize sempre a proporção abaixo.

  • 4 partes de Olíbano
  • 4 partes de Mirra
  • 1 parte de Goma Arábica
  • 1 parte de Louro
  • 1 parte de Sal Grosso
  • 1 parte de Junípero
  • 1 parte de Cânfora Branca

Procedimento


Tendo providenciado todos os materiais e ingredientes, o primeiro passo é preparar o ambiente e a si mesmo.

Para preparar o ambiente, faça uma limpeza e arrumação do local. Deixe tudo limpo, tudo organizado.

Faça isso quando estiver só, com a máxima privacidade. Pois, não se trata, apenas, de fabricar um incenso. Você deve imbuir todo o processo com o máximo de sacralidade.

Do início ao fim, é um ritual mágico.

Deixe sobre uma mesa todo o material necessário.

Prepare a si mesmo tomando um banho. Limpe o corpo e a mente. Eleve seus pensamentos com positividade.

Vista roupas claras. De preferência, brancas. Devem estar, impecavelmente, limpas.

Fazendo a mistura

Coloque dentro da tigela todos os ingredientes na proporção indicada. Exceto a cânfora branca, caso esteja na forma de óleo essencial.

Com o auxílio de uma colher ou espátula, misture bem.

Transfira para o pilão pequenas quantidades da mistura e triture sucessivamente até acabar o volume da tigela. Neste caso, não é necessário triturar até que vire pó. Apenas para homogenizar os ingredientes.

Na medida em que concluir uma trituração, transfira o material para a segunda tigela e continue triturando uma nova porção.

Ou seja, não transfira toda a mistura de uma só vez para o pilão. Transfira aos poucos. Assim, a trituração fica mais fácil.

Quando tiver juntado todo o volume triturado em uma segunda tigela, adicione algumas gotas do óleo essencial e misture.

Atenção: não deixe que a mistura fique úmida. Coloque apenas uma gota e misture. Depois a segunda e misture novamente.

O que determinará a quantidade de gotas será o volume que você preparou.

Na dúvida, utilize pouco óleo. Caso deixe passar do ponto e fique úmido, adicione um pouco mais da mistura com as outras ervas para absorver o excesso de umidade.

Carregue de poder

Quando a mistura estiver pronta, carregue o seu incenso de poder.

Neste artigo, eu ensino uma maneira simples de se fazer isso.

Durante esse procedimento, visualize o nome do deus ou deusa egípcia que você irá sintonizar.

Queimando o incenso

Providencie um turíbulo ou incensário apropriado para queima de carvão e acenda-o.

Jogue, de pequenas em pequenas quantidades, o incenso egípcio sobre o carvão em brasa.

Ao adicionar, mantenha em mente o nome da divindade egípcia que você escolheu. Faça isso no dia correspondente.

Mantenha-se em estado receptivo durante toda a queima.

Algumas observações

Você pode fazer uma grande quantidade de incenso egípcio e guardar. Neste caso, faça o ritual de imbuir de poder e dedicar apenas no momento de utilizar determinada quantidade.

Ou seja, não precisa ser todo o volume preparado para a mesma divindade. Escolha somente no momento de imbuir determinado volume.

Em nosso treinamento Magia dos Incensos, você aprenderá mais sobre o incenso egípcio e outros para os mais variados objetivos. Veja alguns:

Incenso de Abramelim – De consagração simples para santificar um Altar ou os instrumentos mágicos.

Incenso para Viagem Astral – Utilizado, em pequena quantidade, no quarto para ajudar na projeção do corpo astral.

Incenso de Magia Cerimonial – Recomendado para aqueles que estão familiarizados com este tipo de magia. É o incenso recomendado nas “Clavículas de Salomão”.

Incenso para Limpeza – Para limpar sua casa de vibrações negativas, especialmente das negatividades oriundas de discussões, depressão, medo e outras emoções negativas.

Incenso de Consagração – Útil para purificar e consagrar os seus instrumentos mágicos, jóias, cristais e pedras.

Incenso para quebrar maldições – Para banir toda negatividade oriunda de maldições lançadas contra você.

Incenso para Adivinhação – Ótima receita de incenso para quem trabalha com oráculos (tarô, runas, búzios, vidência, etc.).

Incenso dos Elementais – Para invocar os poderes de cada Elemento (Fogo, Terra, Ar e Água).

Incenso do Amor – Utilizado para favorecer a atração, fortalecer e expandir sua capacidade de doar e receber amor.

Incenso de Meditação – Para ajustar e relaxar a mente consciente durante a meditação.

7 Incensos Planetários – 7 receitas de incenso, um para cada planeta astrológico, com o objetivo de invocar seus poderes.

Incenso de Comando – Esta receita é de origem oriental e dá poder e autoridade àqueles que o queimam.

Incenso de Fumigação – É eficaz quando utilizado em uma casa nova, antes que realmente se mude para ela.

Compartilhe sua experiência, deixando um comentário aqui embaixo quando você utilizar o incenso egípcio.

Não deixe de se inscrever no canal

1 comentário


  1. Muito bom Daniel. Faço o curso de incensos e estou muito feliz, animado. Cada vez que leio um artigo no blog, sinto que fiz a escolha certa. Obrigado e Parabens.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *