[PDF com Ritual] – Origem e Prática da Magia Natural

A magia natural teve início a partir de investigações da natureza e perguntas simples: O que fazia com que as estações mudassem, o mar subisse em determinada época, o nascimento e morte de todas as coisas vivas?

Ao compreender e relacionar as diversas forças da natureza, o ser humano introduziu procedimentos e operações no sentido de dirigir essas forças naturais para um determinado objetivo.

Logo, a magia natural consiste no uso das energias naturais para ocasionar a mudança necessária. Ela surgiu quando o ser humano descobriu as forças invisíveis ao seu redor.

Já se conhecia os efeitos da gravidade, eletricidade e do magnetismo muito tempo antes que estes termos fossem criados: as frutas caem no chão, raios destroem árvores, a pele animal criava fagulhas quando batidas em dias secos, rochas metálicas estranhamente atraiam pedaços de ferro.

Origem da Magia Natural


Origem da Magia NaturalNo entanto, estes humanos antigos descobriram mais do que a doutrina científica aceita. Eles percebiam as conexões entre as pessoas e lugares específicos, entre eles e a Terra.

Eles intuíam as forças residentes nas plantas, animais e minerais. Eles sentiam as energias dentro de seus próprios corpos. E, que essas energias podiam ser movidas de acordo com a vontade e necessidade.

Através dos séculos de experimentação, erro e inspiração, a magia nasceu. Ela desenvolveu-se como um instrumento de poder pessoal, um instrumento com um potencial fantástico tanto para ajudar quanto para prejudicar.

O poder das ervas, assim como das estrelas e corpos celestiais, o poder das rochas, metais, do fogo, despertados e direcionados resume a prática da magia natural.

Achou o assunto interessante? Compartilhe. Compartilhar é se importar!

Prática da Magia Natural


Prática da Magia Natural

Um ato de magia natural pode ser tão simples quanto esfregar um óleo. Mas, nem por isso, deixa de ser poderosa.

Geralmente, os iniciantes pensam que quanto mais complicado ou elaborado um ritual for, mais poderosos serão os seus efeitos. Com o tempo e a prática, percebem que o poder está dentro de nós e em nossa capacidade de concentração, visualização e uma disciplina inabalável.

A magia herbal é uma das possibilidades da magia natural, é a forma especializada que utiliza o poder das plantas. Este é o reino dos incensos, óleos, banhos, infusões e tinturas.

E é sobre esta vertente que irei tratar aqui neste artigo. Mas, saiba que a magia natural é bastante rica, com muitas opções de se operar. É tema para muitos artigos.

Trabalhar para o próximo

Um amigo seu está doente. Você quer ajudá-lo. Antes de realizar qualquer ritual de cura para esse amigo, é melhor perguntar a ele se ele quer que você faça isso. Aja de acordo com a vontade dele.

A mesma coisa é válida para qualquer ritual que deseje fazer para qualquer outra pessoa. Obtenha a permissão antecipada, sempre. Trabalhar com magia para uma pessoa que não deseje isso ou que não esteja pronta para seus resultados é manipulativa.

Desta forma, tenha certeza de que não está verdadeiramente prejudicando ninguém. Peça permissão antes de operar.

O objetivo da magia natural

Espiritualidade; Proteção do lar; Boa saúde; Relacionamento; Prosperidade. Estes são os principais objetivos ou intenções mágicas.

O objetivo está no âmago de toda magia. Sem um objetivo claro, nenhum ritual precisa ser realizado.

Os objetivos nem sempre são terrenos. Alguns rituais são realizados para ajudar o mago ou bruxa a entrar em sintonia com seu lado espiritual. Com a divindade, se preferir.

Outros rituais, são designados a fortalecer a consciência psíquica (a mente inconsciente) ou mente em vigília (a mente consciente). E, com isso, potencializar o seu desempenho.

Quando um objetivo se apresenta ao mago, ele geralmente tentará ações físicas para realizá-lo. Se isto falhar, os rituais são realizados.

Alguns objetivos, obviamente, não podem ser realizados através de meios normais. Quando este for o caso,  magia é usada imediatamente.

O poder da magia

O poder no trabalho de magia está dentro de nossos corpos, assim como no interior das ervas, pedras e outros produtos naturais da Terra.

Ele não é perigoso, muito menos satânico ou maligno (como supõem alguns ignorantes e fundamentalistas). Nem é sobrenatural. O poder mágico é o próprio poder da vida.

Depois que você exercita por um longo período, acaba cansado. Por que? Seu corpo liberou uma grande quantidade de energia.

Por isso, é da máxima importância que você mantenha uma alimentação balanceada, pratique exercícios e leve uma vida saudável em todos os planos (físico, mental e emocional).

Uma flor morre prematuramente depois de ser tirada do solo. Ela não está mais recebendo energia (na forma de nutrientes) da Terra.

Esta é a energia utilizada com a magia das ervas: poder pessoal e o poder residente nas plantas. Ao se combinar estas duas forças, ao movê-las de dentro para fora e conceder-lhes propósito e direção, os magos herbais criam as mudanças necessárias.

Na magia das ervas, ou qualquer outra forma de magia, devemos elevar e liberar esta energia. Existem muitos métodos usados para se realizar isso. Um dos modos mais eficazes é através de suas emoções.

Seu poder pessoal é focalizado em direção a um propósito. Ao se combinar um incenso, você combina o poder. Ao acender uma vela, você acende-a com esse poder.

Muitos rituais são certamente ineficazes porque o(a) operador(a) não estava concentrado(a) no trabalho realizado. Em um ou outro caso, o poder pessoal não foi adequadamente transferido ao incenso, óleo ou infusão, e desta forma, ineficaz.

Isso não significa que as ervas e essências não sejam poderosas por si mesmas. Elas são. Mas, do mesmo modo que um carro se recusa a mover sem a partida, também as misturas herbais têm que ser impulsionadas com o poder pessoal para que possam ser colocadas em movimento.

Alguns conselhos: Deixe o celular longe ou desligado enquanto trabalha. Concentre-se no trabalho que estiver realizando. Se estiver triturando alecrim para ser utilizado em um incenso de cura para um amigo, visualize este amigo com uma condição saudável.

Enquanto mistura ervas para purificar sua casa, visualize uma luz limpando e iluminando todo o espaço (ou algo que remeta à purificação e elevação).

Dando Poder aos Rituais


Dando Poder aos Rituais

No herbalismo mágico utilizamos os poderes que residem nas plantas para manifestar as mudanças necessárias.

As ervas contêm, na verdade, as energias que podemos utilizar para melhorar nossas vidas, seja na forma de um preparado espagírico ou na forma de um incenso.

Porém, estes poderes podem ser exaltados através da adição do nosso poder pessoal nas ervas e misturas que produzimos com elas (para qualquer finalidade, elixir, incenso, banho, etc).

E, quando digo “ervas”, entenda-se também, óleos e resinas aromáticas. Pois, fazem parte do reino vegetal.

Somente ao combinar a planta e as energias humanas a magia herbal será verdadeiramente eficaz.

Utilidade das ervas aromáticas

Há muito tempo sabe-se que as ervas possuem energias úteis para necessidades específicas. A lavanda purifica, o sândalo fortalece a espiritualidade, o milefólio aumenta a consciência psíquica.

Muitas ervas como o alecrim, têm diversos usos mágicos tradicionais. Um incenso de cura contendo o alecrim como seu ingrediente principal deve ser programado absolutamente com energias de cura.

De fato, isto redireciona a indução de amor, os poderes purificadores e protetivos do alecrim em direção à cura, criando uma mistura alinhada com as suas necessidades. Isto é feito ao se enviar o poder pessoal, fundindo com o seu objetivo mágico, dentro desta mistura.

Este processo é conhecido como o ato de imbuir ou conceder poderes, carregar ou enfeitiçar.

Criar e direcionar a energia desejada

Existem diversas maneiras de executar este procedimento ritual. Cada operador(a) deve encontrar aquele que mais afeiçoa com a sua própria essência.

Mas, todos os métodos que tomei conhecimento, inclusive os que eu pratico, têm em comum os seguintes procedimentos:

  • Visualizar o objetivo da operação;
  • Concentrar a energia dentro de nós;
  • Direcionar a energia para o incenso que está sendo preparado (ou elixir);

Obs: é sempre aconselhável a presença do elemento fogo no ritual.

Sendo assim, sugiro que experimente vários rituais para imbuir poderes até encontrar ou criar aquele que produza os resultados mais satisfatórios.

Se você não for hábil com visualização, simplesmente sinta a sua necessidade mágica. Portanto, desenvolva suas emoções referentes ao propósito da mistura.

Se estiver doente, sinta a profundidade do seu desejo e a necessidade de estar bem.

Usar uma mistura de ervas, incensos ou resinas que não foram imbuídas é limitar o seu alcance.

Todos os grandes iniciados recomendam que fabriquemos, consagremos e exaltemos energeticamente, tudo o que utilizamos magicamente.

Mas, infelizmente, as facilidades do mundo moderno nos deixaram preguiçosos.

Utilizar um incenso preparado por você, imbuído do seu poder pessoal, eleva, consideravelmente, o poder do seu uso e do ritual em que será realizado.

 

Ritual para imbuir de Poder Pessoal qualquer Incenso ou Preparado Espagírico

O exemplo que darei a seguir é apenas uma sugestão. Você pode modificá-lo conforme desejar.

Preparação:

Mantenha toda a mistura dos componentes do incenso ou do preparado espagírico dentro de um recipiente.

Este ritual de concessão de poder é realizado com o produto finalizado, não com os ingredientes crus ou separados. No caso dos elixires espagíricos, após a circulação.

Caso seja um incenso para defumação, a mistura triturada. Caso seja um incenso em varetas, segure-o depois de pronto e seco.

Imbua poderes às misturas quando estiver sozinho(a). Se outras pessoas estiverem presentes na casa, procure um local ou quarto com privacidade. Assegure-se de que não será interrompido por alguns minutos.

Um pouco antes do ritual, feche os seus olhos por dez segundos ou mais e respire profunda e lentamente pelo nariz para relaxar a sua mente consciente e para se preparar para a transferência de poder.

Abra os olhos e comece.

O Ritual:

Acenda uma vela, de preferência, feita de cera de abelha. Veja, neste vídeo, como fazer uma. Caso tenha conhecimento sobre o significado das cores, utilize uma vela à sua frente com a cor apropriada conforme o propósito do seu incenso.

Segure o recipiente em suas mãos. Sinta as energias do seu preparado.

Visualize a si mesmo com o tipo de poder desejado para a mistura. Por exemplo, veja-se repleto de cura e vitalidade se o seu objetivo for cura.

Se você não tiver prática neste tipo de concentração, simplesmente sinta a sua necessidade.

Desenvolva suas emoções referentes ao propósito da mistura. Se estiver doente, sinta a profundidade do seu desejo e a necessidade de estar bem.

Agora, comece a desenvolver o seu poder pessoal. Você deve fazer isso relaxando lentamente os músculos, começando a trabalhar a partir dos pés. Quando o corpo inteiro estiver relaxado, visualize (ou sinta) o poder concentrando-se em suas mãos.

Em seguida, com a energia pulsando em suas mãos, visualize-a jorrando na mistura, como uma luz cintilante que despeja de suas mãos e entra nas ervas, incenso ou elixir.

Caso você esteja utilizando uma vela colorida, pode visualizar esta energia com a mesma cor.

Se tiver dificuldades em visualizar isto, afirme com voz firme a sua intenção mágica.

Quando sentir que a energia foi transferida, quando souber que ela deixou seu corpo e entrou na mistura, sacuda as mãos de forma vigorosa por alguns momentos. Isto corta o fluxo da energia.

Relaxe seu corpo. Apague a chama da vela com um abafador.

O ato de imbuir a energia está completo.

Este ritual toma pouco tempo e pode ser incrivelmente poderoso. Ele não requer memorização de páginas de línguas antigas ou a compra de instrumentos caros e difíceis de encontrar. Uma vez que você se acostume com o ritual, isto se torna secundário.

Baixe o PDF deste Ritual

Para baixar e imprimir o ritual acima, informe seu email, clique no botão e aguarde o PDF abrir em outra aba do seu navegador.

Baixe o PDF

Informe seu email e clique no botão para abrir o PDF

privacy Após clicar no botão, aguarde o carregamento do PDF

 


3 Comentários


  1. Muito bom, Daniel! Nada como a simplicidade da magia natural. Alguns livros do Scott Cunningham como “Magia Natural” e “O Livro Completo de Óleos, Incensos e Infusões” são essenciais para este tipo de prática. Nada como trabalhar com a Natureza para desenvolver o poder da nossa natureza instintiva.

    Responder

  2. Sou louca para prática a magia natural
    Como posso aprender ou local q possa procurar?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *