Como Descobrir Traumas da Infância - Alquimia Operativa

Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Alquimia

Como Descobrir Traumas da Infância

Daniél Fidélis ::
Escrito por Daniél Fidélis :: em 11/02/2022
2 min de leitura
Como Descobrir Traumas da Infância
Junte-se a mais de 30 mil pessoas

Faça parte do nosso Círculo Interno de Leitores para receber conteúdos exclusivos semanalmente (é grátis):

A maneira como nos relacionamos com pai, mãe e pessoas próximas durante a infância pode criar traumas profundos em nosso ser.

Os traumas podem surgir enquanto ainda estamos em desenvolvimento no ventre materno. O sentimento de rejeição, por exemplo, provoca traumas significativos.

Os primeiros anos da nossa existência são de extrema importância para a nossa estruturação de uma forma geral, desde aspectos físicos até mentais e emocionais.

Todo aquele que se dedica à alquimia espiritual deve sondar a si mesmo, empreender uma jornada de autoconhecimento no sentido de escrutinar possíveis traumas que ainda se fazem presentes, com o objetivo de eliminá-los.

A prática que compartilhamos neste artigo deve ser tratada como um ponto de partida. Não é um método completo em si mesmo. Mas vai te ajudar a obter uma visão geral sobre possíveis traumas.

O auxílio de um profissional da psicologia ou área afim é altamente recomendável caso você deseje ir além, de forma mais abrangente e profunda.

Antes de prosseguir, uma advertência: não avance para a interpretação se você não realizou, previamente, o procedimento abaixo.

Procedimento

Todo o procedimento leva cerca de 1 minuto.

– Em uma postura confortável, feche os olhos e respire profunda e lentamente pelo nariz. A intenção é o apaziguamento mental, emocional e físico. Relaxe completamente.

– Visualize uma porta à sua frente, sabendo que atrás dela existe uma escada que desce. Essa escada conduz ao seu inconsciente. Ela desce à camada mais profunda do seu ser.

– Abra a porta e comece a descer pela escada contando até dez.

– Após a descida durante, aproximadamente, dez segundos, abra os olhos e veja as possíveis interpretações.

ATENÇÃO: Não prossiga com a leitura se você não realizou a visualização acima. Caso contrário, não poderá ser feita. Pois, vai invalidar todo o processo!

Interpretação

Formato da Escada – A forma diz muito sobre a sua relação com as memórias da infância.

Se era totalmente reta: memórias sólidas.

Se faz uma curva: parte das memórias são sólidas, parte confusas.

Se era em espiral: suas memórias são bem confusas.

Estrutura e Material dos Degraus – Simboliza o quão seguro você se sentiu durante a infância.

Se a escada era firme e bem estruturada: sua infância foi igualmente bem estruturada de uma forma geral.

Material ou estrutura mais frágil: você se sentiu mais desprotegido durante a infância.

Se não houve conexão entre um degrau e outro, ou seja, eram descontínuos (sem a parte vertical) como se um degrau flutuava solto dos demais: você não acreditava ou não confiava na relação com os seus pais ou não eram plenamente conectados, não teve uma relação de confiança.

Se tinha ou não corrimão: demonstra o quão você foi auxiliado em suas necessidades durante a sua infância. Obviamente: com corrimão, você se sentiu amparado; sem corrimão, desprotegido.

A iluminação da escada – Indica o quanto você se conhece de fato.

Quanto mais escuro, menos você se conhece e/ou mais medos estão presentes em sua vida.

Quanto mais iluminado, mais você se conhece.

Considerações

Conforme dissemos no início do artigo, o processo de autoconhecimento vai muito além de uma simples visualização. Considere esta prática como um ponto de partida.

Se você visualizou elementos que não constam na interpretação, reflita sobre o seu significado e como pode se relacionar com a sua infância.

Se você se questionou sobre a utilidade deste exercício ou duvidou sobre a sua eficácia, isto indica como está o seu estado atual em relação à própria jornada: possivelmente, saturado do Elemento Terra.

Quem possui excesso desse Elemento, tende a apresentar dificuldades de discernimento ou conexão com os aspectos mais intuitivos da existência. Podendo, ainda, se manifestar como uma incredulidade generalizada. É a pessoa que está sempre buscando provas sobre os mais variados assuntos…

Anote as suas visualizações, reflita e faça os seus apontamentos. Pondere sobre quais passos práticos você pode adotar com o objetivo de eliminar esses traumas.

Os passos práticos podem variar desde liberar perdão para uma pessoa até iniciar uma terapia com um profissional.

Bem, esperamos que este simples exercício possa auxiliar você de alguma forma.

➜ Não deixe de conhecer as Formações da nossa Escola de Alquimia e Esoterismo.

E se você ainda não faz parte do nosso Círculo Interno de Leitores, cadastre seu email:

Junte-se a mais de 30 mil pessoas

Faça parte do nosso Círculo Interno de Leitores para receber conteúdos exclusivos semanalmente (é grátis):

O que achou do conteúdo?

Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 Replies to “Como Descobrir Traumas da Infância”

Fatima Cristina

Gostei! Faz pensar e pensar sobre autoconhcimento é muito bom!

rosi

…. muito bom, me fez ver pontos que devo estudar….gratidão pela informação…