[Infográfico] – Regência dos 4 Elementos na Natureza e no Ser Humano, Segundo a Tradição Alquímica

Os 4 elementos são amplamente conhecidos entre aqueles que se aplicam aos estudos herméticos e esotéricos de uma forma geral.

Neste artigo, você aprenderá sobre a regência que os elementos Fogo, Terra, Ar e Água exercem sobre nós e na Natureza.

Todo aquele que deseja empreender um estudo consciencioso da Alquimia, deve compreender os quatro elementos e as três substâncias ou três princípios filosóficos.

Todo o conteúdo deste artigo está contido nas entrelinhas das obras dos seguintes autores: Paracelso, Culpeper, Bernus, Gosset e Vilanova.

Parece interessante? Compartilhe com seus amigos. Compartilhar é se importar:

Um torna-se Dois, e Dois tornam-se Três; por intermédio do Terceiro, o Quatro compõe a Unidade.

O milagre da unidade e o objetivo da Alquimia


Antes de prosseguirmos à regência propriamente dita dos 4 elementos, julgamos necessária uma breve reflexão sobre a unidade da matéria.

O que está embaixo é como o que está em cima e o que está em cima é como o que está embaixo, para realizar os milagres de uma única coisa” – TÁBUA DE ESMERALDA

O primeiro e mais importante dos princípios de todas as teorias alquímicas é a afirmação da unidade da matéria. Tida como o resumo mais curto que existe da Grande Obra alquímica e, porventura, também o mais claro.

De fato, a alquimia é muito mais que uma ciência, uma arte ou uma sabedoria. Mas, a ciência, a arte e a sabedoria à procura da unidade.

E o seu grande objetivo é ultrapassar os contrários, vencer os opostos para fazer do infinitamente pequeno a imagem exata do infinitamente grande e fazer do Ser Humano o reflexo perfeito do “Cosmos”.

Todas as coisas vêm de uma e mesma semente e foram todas na origem paridas pela mesma mãe” – BASÍLIO VALENTIM.

Origem dos 4 Elementos


Segundo a Tradição Alquímica, o elemento Fogo foi o primeiro a ser criado. Ele colocou ordem no caos, organizando os três Princípios Filosóficos (Mercúrio, Enxofre e Sal).

Nesta sequência, surgiram: Terra, Ar e Água.

O elemento Água guarda o espírito dos outros três: ela pode ser quente, dura e gasosa. Por isso, ela representa (entre outras coisas) a adaptabilidade.

A água é um verdadeiro receptáculo energético. Tanto na Irmandade Hermética da Sagrada Arte quanto na Oficina de Alquimia Espagírica, ela ocupa um lugar de destaque, tamanha a sua importância.

Regência dos 4 Elementos na Natureza


Considerando os quatro reinos da natureza, temos as seguintes regências:

  • Reino mineral: Fogo;
  • Reino vegetal: Terra;
  • Reino animal: Ar;
  • Reino humano: Água.

As regências acima ocorrem de forma extensiva para cada reino. No entanto, considerando as plantas isoladamente, ocorrem subdivisões destas regências.

Por exemplo: as plantas pertencem ao reino vegetal, regido pelo elemento Terra. Mas, considerando a planta isoladamente, a raiz é regida pelo Fogo; caule e ramos, pela Terra; folhas e flores, pelo Ar; frutos pela Água.

Ainda assim, podem ocorrer variações de uma espécie para outra.

As estações do ano

Os ciclos das estações são regidas pelos 4 elementos da seguinte forma:

  • Verão: é regido pelo Fogo;
  • Primavera: é regida pela Terra;
  • Inverno: é regido pela Água;
  • Outono: é regido pelo Ar.

No trabalho operativo, utilizamos estas correspondências a fim de determinar qual elemento será destacado em nosso preparado.

As fases da lua

Assim como ocorre nas estações do ano, cada fase lunar está em estreita correspondência com os elementos:

  • Lua Nova: é regida pelo Fogo;
  • Lua Crescente: é regida pela Terra;
  • Lua Cheia: é regida pela Água;
  • Lua Minguante: é regida pelo Ar.

Regência dos 4 Elementos no Ser Humano


Para que haja um pleno equilíbrio de nossas funções físicas, mentais, emocionais e espirituais, os elementos precisam operar em perfeita harmonia. Sem excesso, sem escassez.

Considerando o aspecto “comportamento”, temos as principais características para cada elemento:

  • Fogo: intrepidez, atitude e iniciativa;
  • Terra: materialização, firmeza e resistência;
  • Ar: ponderação, engenhosidade, astúcia;
  • Água: adaptabilidade, sensibilidade, esperança.

O homem está mais ligado ao Fogo e à Terra. Enquanto a mulher, ao Ar e a Água.

Por isso, a mulher é mais sensível à Lua (especialmente a lua cheia). Enquanto o homem, ao Sol.

Baixe o Infográfico


infográfico regência dos 4 elementos

ATENÇÃO: Os símbolos de cada elemento devem ser utilizados conforme o infográfico acima. Esta é a maneira correta. Muitos autores invertem, propositalmente, para confundir os leigos.

Baixe o Infográfico utilizando a caixa abaixo:

privacy Nunca enviamos spam

4 Comentários


  1. Então seria acertado afirmar que para se buscar o equilíbrio se faz necessário manipular seus opostos ?
    Ou então assim como na MTC ( que segue o conceito de 5 elementos) pela lógica criativa, deveria-se estimular ou inibir um elemento em detrimento de outro ?

    Responder

  2. Olá Daniel gostei de sua palestra sobre ALQUIMIA ESPAGÍRICA. Fiquei curiosa com relação ao uso da pitangueira para colesterol, pois sabia dos efeitos em caso de diarreia, o chá. Quanto tempo posso deixar as folhas de pitanga em infusão e qual a quantidade para uma boa tintura. e como usar: quantas gotas usar e quantas vezes ao dia?

    Responder

  3. Conteúdo válido , queria vc entrasse um pouco , sobre conjuntos territoriais , espaço , terra , sobre a língua portuguesa estar correndo perigo .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *