alquimia

Alquimia e Astrologia: Ervas Medicinais regidas por Marte

Alquimia e Astrologia: Ervas Medicinais regidas por Marte

Marte é o princípio ativo. Marte confere a energia dinâmica. A ação de Marte é aguda, violenta, inflamante, intensa, acelerante e intensificante. É uma força construtiva se bem direcionada. Transforma-se em destrutiva caso se instaure o descontrole. Marte é patologicamente construtivo no sentido de que traz inflamações e febres aptas para queimar os desperdícios e os venenos no sistema, que de tal modo purifica. Mas, nas pessoas descontroladas, aumenta a tendência à discórdia e à agressividade. Marte participa na formação do sangue (conjuntamente com o Sol Continue lendo

Alquimia e Astrologia: Ervas Medicinais regidas pela Lua

Alquimia e Astrologia: Ervas Medicinais regidas pela Lua

A lua é a principal governante da saúde das mulheres. Ela está estreitamente ligada à mulher, assim como o sol está intimamente ligado ao homem. É notório, principalmente em sua fase cheia, o quanto ela atrai e encanta quem a contempla em uma noite com céu aberto. A lua governa o estômago, os seios, o útero, os ovários, as funções femininas em geral, a menstruação, a fecundação e a fertilização, o esôfago, os vasos linfáticos, o plexo do grande simpático, a lubrificação articular, o canal Continue lendo

Alquimia e Astrologia: Ervas Medicinais regidas pelo Sol

Alquimia e Astrologia: Ervas Medicinais regidas pelo Sol

O Sol é o manancial do poder vital, o regulador e o principal fornecedor da constituição orgânica no horóscopo, sobretudo para o homem. Ele governa o coração e a distribuição do calor no corpo. O ouro é o metal solar, por excelência. Juntamente com Saturno e os signos de Virgem e Escorpião, o Sol governa o baço. As forças vitais convertidas no baço são conduzidas ao plexo solar, de onde se difundem para todo o corpo. Opera sobre o sistema nervoso cérebro-espinhal, sobre o sistema Continue lendo

Alquimia: O Archeus da Água

Alquimia: O Archeus da Água

Archeus ou Archaeus, do grego archeios, governante, é um termo cunhado por Paracelso para denotar o sentido de uma força vital e um agente de direção. O Archeus da Água é essa força vital da água. Ele se torna manifesto ou livre pela separação e purificação dos Quatro Elementos e subsequente separação e purificação dos Três Princípios dos elementos, seguidas da recombinação dos princípios e em seguida dos elementos. Os Físicos e particularmente os Filósofos Espagíricos chamam-no de agente universal, e é específico a cada Continue lendo

O que é Alquimia?

O que é Alquimia?

Você sabe o que é Alquimia e quais são os seus objetivos? Independente da sua resposta, continue lendo este artigo para entender, definitivamente, o significado da nossa Arte. Atualmente, é muito comum encontrarmos o termo “alquimia” associado às mais diversas atividades, sejam elas espiritualistas ou não. Da descrição de perfis em redes sociais à livros e nome de estabelecimentos, o termo vem ganhando espaço. Mas, basta acessar blogs que se propõem a definir o que é alquimia para constatar que a maior deles situam nossa Arte Continue lendo

Os Conselhos de Basílio Valentim para os Praticantes da Alquimia

Os Conselhos de Basílio Valentim para os Praticantes da Alquimia

Nesta minha contemplação, encontrei cinco coisas muito nobres, às quais todo buscador da verdade e amante da arte (da alquimia) deve indagar. Como primeira, a invocação do nome divino; Como segunda, a contemplação da essência; Como terceira, uma verdadeira e incorrupta preparação; Como quarta, o bom uso; Como quinta, a utilidade. Tais cinco coisas todo químico e verdadeiro alquimista deve saber considerar. (do Carro triunfal do antimônio) Para o estudo e a prática da alquimia, precisamos ser modestos, pacientes, sinceros e decididos. As mais altas Continue lendo

Considerações preliminares de Eugene Canseliet sobre a Alquimia

Considerações preliminares de Eugene Canseliet sobre a Alquimia

Explicar a alquimia é, sobretudo, propor ao neófito elementos (tomando o termo em sentido figurado) de apreço alentado e seguro. Certamente, os comentaristas modernos se multiplicam. Que benefício substancial é possível alcançar a partir deles, uma vez que não manipulam ferramentas e materiais? Consequentemente, eles se mostram incapazes de elucidar a passagem sábia ou a cena iconográfica que utilizam sem convencer, e na maioria das vezes sem razão. Em alquimia, nenhum autor faz um trabalho mais prejudicial do que aquele que disserta sobre operações que Continue lendo

O Silêncio do Alquimista

O Silêncio do Alquimista

Ama o silêncio. Pois, ele pode ensinar coisas que a língua não pode expressar. Quando este Aprendiz dera os primeiros passos na senda da Iniciação, ficava atordoado com o excesso de questionamentos dos Irmãos, também neófitos. A cada novo evento, a lengalenga se repetia: “A ritualística podia ser mais curta, eles deviam planejar melhor as reuniões, os Oficiais deviam fazer de outro jeito, muito caro isso, eles deviam deixar a gente participar mais”. Murmurações como estas eram observadas em todas as Sociedades em que ingressei, Continue lendo

A Alquimia e a Origem da Natureza: Do Vapor à Água

A Alquimia e a Origem da Natureza: Do Vapor à Água

Este artigo é dedicado àqueles que se debruçam sobre a prática laboratorial da alquimia; aos que conseguem enxergar a sacralidade da matéria, ao invés de limitarem-se em elucubrações místicas e analíticas. Seguindo as instruções de Johann E. V. Naxágoras, a água deve ser a primeira matéria a ser trabalhada pelo alquimista. A primeira a ser estudada e compreendida. Pois é coletada, preparada e utilizada em quase todas as operações. Conforme se pode ler no Evangelho de João, Deus tirou a Natureza do nada pela virtude de Seu Verbo, que Continue lendo

Alquimia e Espagiria: Reflexões Esparsas

Alquimia e Espagiria: Reflexões Esparsas

Este artigo tem uma estrutura um pouco diferente dos outros textos publicados anteriormente. São pequenos apontamentos esparsos sobre espagiria e alquimia. Fruto do que temos aprendido ao longo da Jornada. Algumas diferenças entre espagiria e alquimia Muitos praticantes da Sagrada Arte, e diversos autores, no passado e atualmente, diferenciam espagiria de alquimia. Nós, sempre que possível, designamos todos os processos da Arte como alquimia, para simplificar a abordagem. Deixando a diferenciação quando tratamos de assuntos específicos de cada matéria ou para os estudos sistemáticos em Continue lendo